Minhas três Princesas

Lilypie Kids Birthday tickersLilypie Second Birthday tickers

Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Passeio ao Shopping sem as fraldas

Oi gente!

Já que choveu esse final de semana, resolvemos ir almoçar no Shopping Estação. Como sempre, a aventura começa na arrumação da molecada. Agora que a Iris e a Flora estão andando, é um exercício.
Primeiro, separo todas as roupas que elas vão usar.
Depois, arrumo roupinhas extras para colocar na bolsa delas. Aqui em Curitiba isso ainda inclui casaquinhos, roupinhas mais frescas, meias, etc.
Aí é a vez das coisas de higiene: fraldas, lenços, pomada, saquinhos de lixo e a necessaire com álcool em gel, sabonete líquido, protetores de assento, etc.
Feito isso, vou vestir as naniquinhas. A Iris é tranquila. Deixa colocar a blusinha, dá o pé para colocar a calça, e depois que eu solto é que vai farrear.
A Flora tá difícil... é uma assanhadinha. Quando me preparo para colocar a blusinha pela cabeça, ela se joga para trás e cai na cama, dando risadas escandalosas. Depois rola e sai engatinhando. Pego ela, trago de volta, sento e começo tudo de novo. Chego a ficar suada - hehehehehe.
A Helena está em outra fase. Quer decidir tudo sozinha. Escolho calça, ela queria saia. Se escolho saia, não era aquela. Enfim, aprendeu a argumentar e agora tudo é uma novela. Mas, pelo lado positivo, ela praticamente se veste sozinha.

Depois de tudo pronto, lá vamos nós. Agora eu não coloco mais as pequenas no carrinho. Saio cantando " Marcha Soldado" e as minhas patinhas (como as chamo por causa do jeito de andar) vem atrás. Saímos e quando o elevador abre eu seguro a porta para as duas entrarem (porque Helena a essa altura já entrou e apertou o botão da garagem). Descemos e elas caminham até o carro onde as pego e coloco nas cadeirinhas.

Só que, dessa vez o papai não achava a chave de casa e disse para eu ir na frente que ele ia procurar. Voltou enquanto eu colocava todo mundo no carro. Até aí, tudo jóia. Saímos, fomos ao Shopping e quando paramos, tiramos o carrinho do porta-malas, a molecada e... cadê a bolsa de fraldas?

Papai deixou no sofá... EM CASA!!!! E agora?

Pensamos, nada de mais, vamos comprar nas americanas, né? Não! Eram 11:00 e as lojas só abririam às 14:00. Bem... fomos almoçar e rezamos para que as fraldas aguentassem. Mas, depois da comida, fui ver e elas estavam prestes a explodir e ainda falava uma hora para as lojas abrirem.

Então fomos ao segurança perguntar onde poderíamos comprar uma fralda e ele falou que só quando as lojas abrissem. Então o Marlon foi ver se no fraldário eles tinham para vender. Não tinha. Aí, ferrou! Resolvi sair para a rua atrás de uma farmácia. Marlon foi com Helena para o parquinho onde ela se esbaldou, diga-se de passagem. E minha avó ficou dando uma voltinha com as pequenas.



Logo percebi que o segurança do shopping não devia ter filhos pequenos porque não sabia que numa farmácia se vendem fraldas. Saí por uma porta do shopping e entrei pela outra quando vi a Farmácia lá dentro. Entrei, comprei fraldas, lencinhos e hipoglós. Corri para achar minha avó e levar a molecada ao fraldário. Problema resolvido!

Passeio continuado... Helena brincou por uma hora no parquinho e nós fomos à sapataria onde as vendedoras brincavam com as gêmeas enquanto nós escolhíamos sapatos!

Valha-me Nossa Senhora das Fraldas Esquecidas! Deu tudo certo!

Um comentário:

Dina Ulbrich disse...

Dica de shopping: Barigui, eu nem levo bolsa, lá tem fralda, pomada, lenço, tem até banheira pra dar banho nas crias, tudo cortesia do shopping.

Bjs