Minhas três Princesas

Lilypie Kids Birthday tickersLilypie Second Birthday tickers

Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Mensagem multimídia

No parquinho do hotel de Cascavel - PR. Mais um trecho cumprido com maestria. Eh uma viajadeira nata.

No quarto do hotel

Helena se comportou como uma princesinha no primeiro dia de viagem. Tudo bem que saimos de madrugada para ela dormir. Mas, nas mais de dez horas de viagem, naum aporrinhou!

Agora no quarto do hotel, esta apertando todos os botoes possiveis.

Beijos

domingo, 20 de dezembro de 2009

Corte de Cabelo






Ontem levamos a Helena para dar um corte no cabelo. Descobri um salão de beleza especializado em crianças e acabamos decidindo experimentar, pois ela sempre acaba ficando com um pouco de medo e não deixa cortar o cabelo muito bem.

Chegandolá, já achei super legal porque o salão é abarrotado de brinquedos e a Helena logo achou uma mesa para desenhar, que atualmente é sua grande paixão.

Quando chegou sua vez, a moça a sentou em um carrinho todo fashion com uma pequena televisão e perguntou do que ela gostava na TV. Olhei o que eles tinham e achei que os Backyardingans seriam o mais apreciado.

Realmente ela gostou. O proble ma é que ela dançava junto com eles  - hehehehehehe - Siga uma cabecinha dancarina com a tesoura...


No final a moça fez um penteado bem bonitinho na Helena... E a mamãe que é péssima nesse quesito, prestou muita atenção para aprender. O princípio não é difícil... Problema é a falta de prática - kkkkkkkkkkkkkkk

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

teste de gravidez

Mais uma postagem que só vou postar mais pra frente. Ontem fiz um exame de sangue de gravidez e deu negativo. Tudo bem que é muito cedo, mas tinha certeza que daria positivo. De ontem para hoje meus seios aumentaram mais de 1 cm!!!! Se não é gravidez, é uma TPM daquelas, mas só me resta aguardar, né? Agora fui ler que o teste de sangue pega gravidez entre 6 e 8 dias, mas eu fiz o teste com 5...

De qualquer forma, resolvi esperar até quarta-feira que vem, quando fecham 28 dias de ciclo para fazer um teste de farmácia. Estes nunca falharam comigo a partir da data da suposta menstruação.

Beijinhos

Nova gravidez

Hoje acordei com a certeza de que estou grávida novamente. Ainda não vou publicar esta postagem, mas senti a necessidade de escrever sobre isso. Afinal, é para isso que o blog existe, né? Há alguns dias, já venho achando meus seios maiores e sinto a barriga um pouco endurecida por dentro.

Hoje, logo de manhã, foi difícil acordar. Aquele soninho pesado e difícil de resistir. Além disso tive um leve enjôo e meus seios estão formigando e um pouco doloridos. O brabo é ter que esperar mais alguns dias para fazer o exame. Pelo menos mais uma semana... Pior que isto, é aguardar até por volta de 14 de janeiro para fazer uma ultra e ver se está tudo bem.

Minha vontade é gritar aos 4 ventos que estou com um novo pimpolho a caminho, mas gato escaldado tem medo de água fria, né? Já passei por uma triste experiência e prefiro ser prudente como fui na da Helena e me poupar emocionalmente.

De qualquer forma, por enquanto vou bolando como vai ficar o novo blog... não sei se vou fazer um novo, ou mudar este para ser dos dois bebês. Acho que um novo é interessante para preservar a identidade de cada um, mas um só é bem mais prático, né?

A vida já está mais colorida...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Chiliques de artista


Oi gente

ONtem minha pequena artista resolveu dar pitis homéricos. Passou a manhã muito bem e foi tirar o cochilo. Quando acordou, eu a peguei e trouxe para baixo. Resolveu que não queria nada... nem ficar no chão, nem no colo, nem tomar suco, NADA!! Gritava tal qual uma enlouquecida... Depois de tentar consoolar um pouco, percebi que se eu ficasse em pé com ela, ela parava.

Chilique identificado, chilique tratado... Sentei-a na poltrona e disse calmamente que ela só desceria se parasse com a aquilo e se acalmasse.

Mal saí para a cozinha ouvi sua vozinha calamamente chamando mamãe....
Quando ia pegá-la o pai entrou pela porta e começou tudo de novo... Desta vez coloquei a cadeirinha dela no canto da sala a sentei de castigo de novo e a sem-vergonmha desceu assim que eu saí da sala, correndo atrás do Marlon "papai... papai...." ele a colocou de volta e disse que ela teria que esperar eu tirá-la de lá.

Ela se acalmou (soluçando), almoçou super bem e de noite, quando chegou da escola ainda teve tempo de aprontar essa arte das fotos....



sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Helena Hexacampeã

Demorei um pouquinho, mas passei para mostrar umas fotinhos da Helena na torcida do Mengão....

Papai ficou danado (é Grêmio), mas faz parte - hehehehehe.



Mamãe... vai começar?

 
Tô torcendo....

 
Um mamazinho para acalmar os ânimos...

 
E para comemorar, aprendi a fazer bolinhas sozinha!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Um Ano e Meio!!!!




Oi gente...

Hoje estou passando para comemorar com vocês essa data tão especial. Parece que foi ontem que trouxemos nossa pequena sapeca para casa. Tão pequenininha, e eu com tanto cuidado, meio sem jeito.

Agora, quando saímos, ela já nem vai de carrinho, me dá a mão e leva sua bolsinha cheia de propriedade, parecendo uma mocinha. Já é minha companheira!


Super independente, já sabe se comunicar e fala tudo que faz parte do seu dia a dia e vai a todos os lugares. Não estranha ninguém e aqui no condomínio, já brinca com todas as crianças (mesmo elas tendo, no mínimo, quatro anos de idade). Corre atrás delas pela rua toda e faz a maior festa quando chega da escola.


Também já come sozinha (ai de quem tentar dar comida na boca), sem fazer MUITA sujeira e gosta de tomar banho sozinha, além de dar banho no papai - hehehehehe.

Alimenta todos os bichos do Condomínio (peixes em especial) e gosta de limpar a área dos cachorros com o papai. Vou aproveitar para atualizar o vocabulário dela nesse post.

As primeiras 35 eu já tinha postado. As que vêm abaixo são as novas. As que estão em negrito, ela já falava mas mudou o jeito de falar.


  1. Papai - Papai
  2. Mamãe - Mamãe
  3. Mamá - leite
  4. Papá - comida
  5. Deci - desce
  6. abi - abre
  7. fesh - fecha
  8. Dá - dá
  9. Peixe - peixe
  10. Au-au - cachorro e quase qualquer outro animal que tenha pêlo
  11. gatu - gato
  12. Oooooooi - Oi
  13. Tau-tau - Tchau-tchau
  14. Bãi - banho
  15. Budi - Bom Dia
  16. Tati - Tic-Tac
  17. Aiu - Cai
  18. Apato - Sapato
  19. Achô - Achou
  20. Suco - Suco
  21. Maixxx - Mais (principalmente comida)
  22. Titi - Triciclo
  23. Balã - Balanço
  24. Nauummm - Não, em várias entonações
  25. Exi - Esse
  26. Adada - Cagada - hehehehehe (quando eu falo isso ela já vai indo para o trocador sozinha)
  27. Aô - Alô
  28. Áua - água
  29. Teti - Teddy - É o ursinho dela
  30. Ceti - Senta
  31. Aaaaiiii - Ai (toda vez que uma porta bate, ou alguém se esbarra)
  32. Pupuiá - Upa-upa, cavalo, burro, ou qualquer coisa que dê para montar...
  33. Pode - essa saiu de tanto ouvir "pode" ou "não pode"
  34. Bóia - bola
  35. Isso? - O que é isso?
_________________
  1. Tôto - Pronto
  2. Xixi - Xixi
  3. Pachiá - passear
  4. Pash - Uva passa
  5. Coto - Biscoito
  6. Tutu - Arthur
  7. Bia - Bia
  8. Aol - Carol 
  9. Titio - Titio
  10. Titia-  Titia
  11. Pato - Pato
  12. Pishi - Piscina
  13. Mão - Mão
  14. Pé - Pé
  15. Piu- Piu - Passarinho
  16. Aiaiá - Arara
  17. Tigui - Tigre
  18. Tatê - Cadê
  19. Mapa - Mapa (da Dora Aventureira)
  20. Doiá - A própria Dora Aventureira
  21. Mininha - Menina
  22. Mininho - Menino
  23. Abiá - Bisa
  24. Buiá - Bruna
  25. Vovô - vovó ou vovô
  26. Pepeti - Chupeta




Com isso, são 61 paçavras que eu me lembre!!!

Beijos

sábado, 28 de novembro de 2009

Bagunça gostosa

Esse é um videozinho dos meus doisa amores hoje a tarde.

Noite da Soneca e overdose de doces

Oi gente...

Tudo bom? Andei meio sumida essa semana mas a coisa tava meio corrida por aqui, sabem? Mas vamos aos fatos mais recentes e mais relevantes.

Quinta-feira a Helena tinha uma festinha de aniversário na escola no próprio horário da aulinha mesmo. Foi muito bem. Quando fomos buscá-la, ela estava pedindo água e suco sem parar. Quando abri a mochilinha, vi que o lanchinho de frutas dela tinha voltado todo, ou seja, deixaram ela só comer as porcarias da festinha. Resultado? Helena passando mal para dormir. Mamau um monte de leite e ficava chorando muito e dizendo: dodói, dodói... Depois consegui acalmá-la e ela dormiu direitinho.

Ontem ela não tinha aula porque ia ter a noite do pijama. Quando foi sete e meia da noite fomos levar a pequenina até lá. Fiquei aliviada ao ver a professora habitual dela de volta. Na verdade ela pegou uma licença pois estava com dor nas costas. Mas de qualquer forma falei tanto com ela como com a diretora o que havia acontecido e que eu não queria mais aquilo. A Helena gosta muito da escolinha, mas se continuar assim, vou começar a olhar outras.  Sei que é complicado cntrolar a alimentação das crianças quando há uma festinha mas eu sempre orientei a pelo menos dar as frutinhas dela primeiro, porque aí quando ela for pegar uma porcaria, já estará satisfeita, com o estômago forrado.

Assim sendo, eu e o papai a deixamos lá e fomos namorar um pouquinho e pegar um cineminha, enquanto ela já saiu correndo e foi brincar bem lindinha com os amiguinhos.

Na volta para casa, o papai quis porque quis passar na frente da escola. Já estava tudo apagado e fomos para casa.

Hoje às 08:30, fui buscá-la e ela estava no colinho da tia Cris (ou tia Tis), e queria me mostrar tudo... toda feliz. Mas morta, né? Então veio para casa e dormiu até as 11:30!

As fotinhos foram na hora de pegar ela... não poderia deixar de registrar a primeira dormida fora de casa.


Beijos

domingo, 22 de novembro de 2009

Final de semana tumultuado



Beijo mais que bom!!!!!!!!!!!

 



Oi pessoal

O final de semana foi bem agitado por aqui...

Na sexta ficamos em casa, descansando um pouquinho. No sábado já tinhamos programado há meses uma viagem ao Pantanal com  o pessoal aqui do condomínio.

Na sexta à noite, arrumei as malas e o Marlon já colocou tudo dentro do carro pois combináramos de sair às 06:00 para pegar o café da manhã lá mesmo. Qual foi a nossa surpresa, quando a pequena começou com uma febrezinha. De madrugada o Marlon levantou pois ela deu uma choradinha e ela já estava com 38,5°. Daí eu já não dormi mais. Fiquei indo ao quarto dela de meia em meia hora e a febre só baixou às 04:30 da manhã. Ainda pensei que poderia ser reação à vacina. Então esperamos, mas às 09:00 a febre tinha voltado e resolvemos ir ao médico.

Lá ele pediu outro raio-x (ficamos com medo de ser recaída), hemograma e exame de urina. Coletamos o sangue imediatamente e a moça colocou o coletor de urina (mal colocado). Duas horas depois ela ainda não tinha feito xixi. Pegamos o exame de sangue e o raio-x e levamos para o médico. Ele disse que como não tinha nada, queria ver o de urina.

A essa altura, a pequena já estava mortinha de sono. Resolvemos trazê-la para casa e levar a urina assim que ela fizesse. No entanto, como o coletor estava mal colocado, quando ela finalmente fez, vazou tudo para a fralda.

Aí a febre dela já estava em 39 e não havia remédio que fizesse baixar. Voltamos ao hospital (ainda com as malas no carro -kkkkkkkkkk) e lá o médico mandou fazer compressas de água gelada com álcool. Imaginem uma criança chateada!!!!!

Mas funcionou... logo que começamos ela fez xixi no coletor novo e entreguei ao laboratório e a febre começou a baixar. Quando chegou a 37,3°, resolvemos sair do PA (que estava LOTADO) e ir para uma outra ala que não tinha ninguém. Como mágica, ela começou a brincar e pediu papá. Dei um pote inteiro de papinha, uma caixa de suco e dois pacotinhos de biscoito!!!!

Quando voltamos ao médico ela estava sentando na maca, balançando as perninhas e mandando beijinho para ele... é mole???? Isso já eram 18:00...

Como o exame não deu nada, o diagnóstico foi: virose!

Hoje, eu tinha um concurso e fui fazer sem vê-la acordar e fiquei a manhã inteira com o coração na mão sem saber como ela estava. Pois PASMEM!!! Está ótima!!!!

O concurso foi uma palhaçada e acabou cancelado (tá no meu blog). Então passei a tarde com a picorrucha que parecia não ter absolutamente NADA!

Melhor assim... Acho que não era para a gente viajar mesmo.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Vacina e Conversa na Escola



Oi gente...

Hoje de manhã, assim que ela acordou, vesti a Helena e levei para dar a vacina da pneumonia... Ela foi uma princesa (pra variar) e só chorou até a moça tirar a agulha... Uns 3 segundinhos.

Depois ganhou um balão (já que não chupa pirulito) e já saiu de lá andando toda sapequinha. Não me contive e bati essa foto com o celular mesmo.

Já na escola ontem eu falei com as professoras para saber se ela andava provocando ou se alguém tinha resolvido ficar mordendo ela. Descobri que tem um demoninho da tasmânia entre os coleguinhas. Então conversei com as professoras e disse que eu ensino ela a só fazer carinho e a não bater em ninguém (eles disseram que ela é indefesa) e que nessa idade não tem como eu ensinar ela a se defender só de quem bate nela. Se ensinar a revidar, ela vai acabar batendo em todo mundo, né?

Então disse que não quero mais essa situação. Se o garoto é assim, que conversem com os pais dele. Agora vou esperar... se voltar a acontecer, falo com a diretora. Mas elas já me adiantaram que ano que vem ele já vai mudar de turminha e aí ele deve aprender, pois os mais velhinhos não vão tomar mordidas quietos, né?

Beijinhos

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Consulta


Oi Pessoal

Hoje levei minha picorrucha à Dra. Iara de novo para ver se ela estava 100% e está tudo bem.

Ela começa a tomar Timo amanhã (para fortalecer a imunidade) e também fui recomendada a vaciná-la contra pneumonia, o que pretendo fazer na quinta-feira.

Amanhã vou na escolinha dela para conversar pois ela está sempre chegando com dentadas feias pelo corpo. No começo não dei bola por que era esporádico, mas agora está se tornando bem frequente. Segunda ela foi para a aula pela primeira vez e já voltou com uma dentada no bracinho. Vou ver se ela está provocando ou se algum coleguinha resolveu tirar ela para Cristo. Depois eu conto a vocês.

No mais, ela está muito sapeca e nem parece que esteve tão doentinha... Espero que não passemos por outra dessas tão cedo.

Beijinhos

domingo, 15 de novembro de 2009

Bicharada


Oi gente

Tudo bem?

Por aqui tudo certinho. A Helena parece estar completamente recuperada e amanhã termina o antibiótico. Terça de manhã temos consulta na pediatra novamente para ver como ela ficou.

Hoje resolvi colocar um scrapzinho dela com os bichinhos. A menina tinha que puxar a mãe em alguma coisa, né? Fica fascinada com os bichinhos. Dá comida para o seu próprio peixe e para o dos vizinhos (foto), cães, faz carinho no tamanduá no zoo e não pode ver um pássaro que fala "pu-pu" (piu-piu).

Ontem ela recebeu visitas... O primo do meu marido e a namorada vieram passsar o dia em Cuiabá e nós fomos almoçar com eles... Mas amanhã eu posto as fotinhos que ficaram uma gracinha.

Beijos

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Colocando o nariz para fora de casa



Oi gente

Tudo bom? Por aqui anda tudo bem melhor. Embora ainda esteja meio manhosa por eu estar colocando ela de volta no ritmo, a Helena está definitivamente bem melhor.

Tanto que ontem eu já deixei ela colocar o lindo narizinho para fora e brincar um pouquinho aqui no condomínio. Afinal, ela merece... Fica pela casa o dia todo pedindo "passhiá, passhiá..." Pois levei-a para passear.

Foi só por uma horinha pois não quero que se canse muito. Mas foi o suficiente para a bichinha curtir bastante.

O esquema da comida é que ainda está meio difícil. Ela ficou acostumada nesses dias a beber suco e leite a hora que queria e agora estou cortando para voltar à rotina. A manhã passa bem, mas à tarde ela não está querendo mamar antes de dormir. Essa noite acordou às 5:00 pedindo mamá.

É a coisa mais fofa. Eu digo: "espera que a mamãe vai buscar". Ela diz "tá". Desço, preparo o leitinho, subo e ela está sentadinha na cama. Mama cerca de 350mL num gole só, me dá o copo e diz "babô, naná". Deita e pede "petí" (chupeta) e Teddy. Vira para o ladinho e dorme.

Beijokas

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

História de uma pneumonia


Bom gente

Esta semana fiquei meio desesperada, depois, meio atrapalhada, mas agora estamos tranquilos de novo.

Foi assim:

Na segunda-feira passada, a Helena começou a ter um pouco de febre à noite... Nada fora do normal atualmente. Na terça, levei minha mãe ao aeroporto e fiquei com ela em casa.

Na quarta, como a febre continuava, levei-a à Dra. Iara. Ela examinou e disse que esperasse mais uns dois dias. Foi o que fiz, mas ela começou a ter cada vez períodos maiores de febre...

Na sexta liguei para a clínica e me disseramque a Dra. estava viajando, em um congresso... O Marlon estava atoladíssimo trabalhando desde as 03:00 da manhã e nã podeia nem almoçar em casa.

Então, uma amiga, me deu uma carona com a Helena até o trabalho do Marlon para eu pegar o carro. De lá, fui direto ao Pronto Socorro. Lá, o médico a examinou e como a Dra. Iara também não achou nada. Mas como havia mais de 3 dias de febre, pediu o raio-x.

Helena foi uma princesa... não chorou nem um pouquinho... fez as chapas e depois dormiu um pouquinho. A coloquei no carrinho e aguardei o resultado. Quando ele veio... lá estava... pneumonia no pulmão direito. Meu mundo caiu!!!!

Ligueipara o Marlon mas não havia como ele sair. Ele então ficou de conseguir o celular da Dra. com a clínica, e eu aguardando o médico olhar o raio-X.

Quando ele viu e ela estava bem abatida (a essa altura a febre já estava subindo de novo), quis que eu a internasse. Liguei para a Dra. Iara e ela disse que achava melhor tratar em casa... Como ela já conhece a Helena, resolvi atender sua sugestão. Falei com o médico, peguei a receita, já parei na farmácia e fui para casa...

Dava-se início nosso cárcere.

Já na manhã de sábado, ela estava sem febre, depois de 3 doses do antibiótico. Mas à noite tomamos outro susto... Ela teve um pouco de febre e por volta da 1:30 da manhã, demos a dipirona... a febre baixou tão rápido que fiquei preocupada... A pequena suava que parecia uma torneirinha.

A temperatura dela continuou baixando até que chegou a 35°C. Corri para meus livros e eles me disseram para correr com ela para o hospital. Acordei o Marlon (já eram 5:00), a rrumei uma bolsinha e acordei a pequena. Troquei a roupinha dela, que estava encharcada, coloquei calça comprida, casaco, e cobertor (isso pq fazia 30°C) e saímos correndo. No carro a temperatura dela chegou a 34,7!!! Comecei a esfregar os bracinhos e perninhas... abracei ela bem junto ao meu corpo e quando chegamos ao hospital ela já estava com 35,5°.

Lá o médico sismou que eu tinha dado algum outro remédio para ela, pois o que ela estava tomando não dava aquilo. Depois que afirmei veementemente que não dera nada além da receita, ele me disse para dar alivium ao invés de Novalgina e levasse ela para casa.

Fomos mas não dormi mais até segunda a noite. Passava as madrugadas tirando a temperatura dela. Descobri que quando ela suava muito, baixava. Então trocava a roupinha dela três vezes por noite.

Na segunda, voltei na Dra. Iara, que disse que o pulmãozinho dela estava bem e que eu continuasse a mantê-la agasalhada. A esta altura eu era um zumbi!!!! O Marlon então tirou uma folga para ficar comigo na terça. Quando ele chegou na segunda a noite, fui dormir (às 18:30) e só acordei no dia seguinte às 08:30!!!!

A partir daí ela ficou bem melhor... foi quando tirei estas fotinhos. Ontem voltamos na Dra. e ela disse que é só manter o antibiótico até segunda e depois voltar lá. Ela agora já não está suando mais e há duas noites dorme a noite todinha...


puff... puff....

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Post compartilhado

Oi gente


A pedido da minha amiga Jú, resolvi organizar as minhas idéias sobre o estabelecimento das rotinas das crianças e contar o meu caminho das pedras. Quero dizer antes de mais nada, que essas técnicas funcionaram comigo e com a Helena, mas não estou afirmando que vá funcionar para todos. Como mãe de primeira viagem, não me sinto preparada para me intitular uma especialista, mas acredito que para fazer qualquer coisa na vida, é necessário ter formação e preparo. Assim sendo, me muni do máximo de informações possível e de diferentes técnicas para ver o que se encaixava melhor no meu perfil de educação e o que funcionava melhor com a Helena.

Realmente acho que na criação dos filhos, muita coisa a gente sente que já sabe quando eles nascem. No entano, não acredito que isso seja suficiente. Existem pessoas que vivem de estudar o comportamento das crianças e que estão aí para nos ajudar com livros, programas de tv, etc...


Mas vamos ao que interessa:


Todo o "adestramento" da Helena começou quando eu vi que não aguentaria mais niná-la por mais de uma hora cada vez que ia colocá-la na cama e suportá-la com mau humor constante quando queríamos sair para passear, por exemplo.


Usei uma técnica que se baseia no estabelecimento de uma rotina de alimentação, atividades e sono. É assim:




Todas as vezes que a criança acorda, os pais devem alimentá-la. No caso da Helena eu dava o peito. Depois de alimentada, a criança deve se envolver em alguma atividade até que dê sinais de cansaço, como irritabilidade.


Quando isso acontece, a mãe (ou pai) deve, sem dar peito ou mamá, colocar a criança na cama (ou berço) para dormir, sem niná-la*. No começo ela reclama bastante, pois não sabe dormir sozinha. Quando ninamos, amamentamos ou cantamos para os bebês (ou os colocamos em um carro para dar uma voltinha), na verdade o que fazemos é "enganá-los" para que durmam sem perceber. O que acontece, no entanto, é que quando eles acordam durante a noite (como todos nós acordamos), estão num lugar diferente (do colinho da mamãe) e não sabem voltar a dormir sozinhos. Então lá vem a mamãe começar tudo de novo.


* No caso de crianças amamentadas, fica mais fácil se for o papai, pois o bebê não vai associá-lo à alimentação.


Nas primeiras vezes não é muito fácil (na verdade fiquei com o coração partido e a ponto de desistir). A criança chora pois está com aquele mal-estar de sono e não sabe o que fazer. Os pais tem então duas opções: deixar a criança chorar por até 15 minutos, entrar no quarto, acalmá-la no berço e sair de novo - repetindo até ela dormir; ou pegá-la no colo, acalmá-la (sem ninar) e colocá-la no berço ainda acordada - também são necessárias várias repetições.


No terceiro dia, coloquei a Helena no berço e ela dormiu sem chorar!!! Fiquei maravilhada!!!!


Aí vai um videozinho dela dormindo sozinha em setembro do ano passado, logo depois que eu ensinei, quando ela tinha apenas 3 meses. É um pouco longo mas o interessante é ver como ela vai se acalmando aos poucos até pegar no sono.



Se você for seguindo os sinais do seu filho, sempre seguindo a ordem correta (alimentação-atividade-sono), aos poucos a rotina vai se estabelecendo naturalmente. A da Helena ficou assim no começo:

1° Ciclo
08:00 amamentação
Brincadeiras
10:00 soninho

2° Ciclo
12:00 amamentação
Banho
Brincadeiras
14:00 soninho

3° Ciclo
16:00 amamentação
Brincadeiras
Aqui eu esticava um pouquinho mais para ela ter mais soninho a noite
Banho

4° Ciclo (hora de dormir)
20:00 amamentação e berço
22:00 ela mamava mai uma vez dormindo, eu trocava a fralda e colocava de volta para o resto da noite


Para acabar com as mamadas da noite, eu fui aos poucos estendendos os períodos. Se ela acordava às 3:00, eu enrolava ela até 03:30 (mais uma vez era mais fácil quando o papai ajudava) quando ela acostumava, eu empurrava mais meia hora... vale cantar, brincar, arrumar qualquer outra distração.


Depois que o bebê aprende a dormir sozinho a mamãe tem que aprender a se controlar. Quando ele acorda no meio da noite, espere um pouquinho para atender. Em geral, em até 5 minutos, a Helena voltava a dormir sozinha sem eu nem entrar no quarto dela.


Quando não era possível manter a rotina, eu sempre mantinha a estrutura, ou seja, eu mudava os horários mas não a ordem das coisas. A criança assim fica muito mais calma pois ela sabe o que vai acontecer e não fica tentando advinhar. Imagine-se em um mundo completamente novo, sem ter a menor noção da próxima coisa que vai acontecer. Como você se sentiria? E se alguém te desse o roteiro de algumas atividades fixas? Não seria melhor? Essa é a idéia.


Nos períodos de doenças e dentinhos, a coisa é diferente. Às vezes dou mamá no meio da noite (pois ela ficou sem comer direito durante o dia), pego no colo para acalmar, etc. Mas o importante é que assim que ela fica boa, tudo volta ao normal (com uns dois dias de reclamação e dengo - hehehehehe).


O mesmo acontece quando saímos de férias para casa dos parentes. Eu escrevo a rotina dela em um papel e prendo na geladeira. Na casa da minha mãe (onde ficamos) todos são ótimos e seguem direitinho (dentro do possível, é claro). Mas quando é preciso, saímos do esquema para curtimos os passeios. O importante é que quando voltamos para casa, ela entra de novo no esquema no mesmo dia. Assim ela percebe que quando ela está aqui é assim, independente de como é na casa dos avós ou tios.

Rotina atual:
Hoje a Helena já dorme em sua própria caminha, e já frequenta a escolinha em meio período. A rotina dela continua muito bem estruturada, embora diferente com a introdução da alimentação e com a adaptação aos horários da escola. Agora está assim.

07:00 Mamá (leite de caixinha)
Brincadeiras
09:00 Suquinho (enquanto assiste ao Cocoricó e Dora a Aventureira na Cultura)
10:00 Soneca

12:00 Almoço
Banho com o papai
Se arrumar para a escola
13:00 Sai para a Escola

15:00 Lanche (na escolinha)
16:00 Banho
17:00 Jantar (sopinha)

18:00 Chega em casa e mama
19:00 Vai dormir (agora ela dorme mais cedo porque não dorme na creche)
22:00 Troca de fraldas (senão a noturna não aguenta. Aproveito para por os pijamas porque a essa hora o ar condicionado já deu conta do calor). Nessa ela nem acorda.

Esse segundo vídeo mostra como ela vai para a caminha sozinha. Notem que filmei isto hoje e ela está muito doente - pneumonia - mas mesmo assim, como faz parte de uma rotina consolidada, ela vai sem o menor problema.




Vantagens que eu percebi com esse método:
1) mesmo quando estava amamentando, podia sair, deixar a Helena com alguém pois eu sabia o horário exato que ela iria mamar. Então podia ir ao mercado, fazer as unhas, etc, planejando meu dia pelos horários dela.

2) Helena ficou muito mais independente e se adapta super bem com qualquer um, bem como na escolinha, que ela adora. Quando eu fiquei doente também foi muito fácil. Chamo uma das vizinhas para ficar com ela se preciso ir à emergência e se não posso cuidar dela, meu marido a deixa na creche o dia inteiro (ao invés de meio período) e ela nem reclama.


3) Como ela fica tranquila com a rotina, quase nunca está de mau-humor pois não chega a ficar com muita fome nem sono. Muita gente diz que nunca a viu chorar.


4) Eu e o papai temos tempo para nós! Todas as noites ela dorme cedinho e nós jantamos juntos, conversamos tranquilos e todas as quartas a deixamos na creche mais cedinho e saímos para almoçar fora juntinhos... Namoramos um pouquinho, porque ninguém é de ferro, né?

Quem quiser tirar alguma dúvida ou ler um pouquinho mais sobre como faço para tentar criar uma filhota independente, comportada e saudável, é só deixar um recadinho!

Um grande beijo

domingo, 8 de novembro de 2009

Pesquisa da Jú

Oi gente...

É o seguinte: a minha amiga blogueira Jú, mãe da Clarinha, resolveu fazer no blog dela uma pesquisa básica sobre o soninho e a rotina dos bebês. Eu pedi para roubar o post e colocar aqui. Como ela autorizou, aí vai:

Eita que até eu tava ansiosa para saber o balaio de gato que foi a pesquisa! rsrsrs
Como o sono do bebê juntamente com o de amamentação pra mim são assuntos complexos e únicos, gosto sempre de ouvir outras pessoas e saber dicas milagrosas que possam tornar esses momentos tranquilos.
Vou anexar ao post(no final), uma pesquisa da Johnson que explica pontos importantes do sono dos bebês do mundo todo.

Lendo essa pesquisa e as respostas de todas aqui, tive a certeza que o bebê que é acostumado a dormir desde pequenininho no berço sozinho, ou com ajuda de um leve balanço no bumbum, dorme melhor e adormece sozinho.
Coisas como brincar muito, cansar o bebê, encher a barriguinha, quarto 100% escuro, são apenas pontos de apoio que ajudam a criar uma rotina, mas não são esses que fazem a diferença.
Vi que alguns bebês dormem com os pais, tanto no quarto como na cama e dormem bem, provavelmente pela segurança que existe entre estar sempre por perto dos pais. Porém, ainda não é o mais indicado, uma vez que a medida que eles crescem, vai ficando mais difícil colocá-los em seu quarto, levando a um leve medo de aprender a dormir só. O ideal mesmo é dormir sozinho desde pequeno.
Vi também que independente de um bebê comer bem antes de dormir, não está associado a uma noite inteira de sono, já que ele não vai acordar por que está com fome, a não ser que acorde por outro motivo, esteja com fome, descansado e aí queira comer, já que o sono foi menor que a "fome".
Brincar, pular, correr, se esbaldar antes de dormir não é o ideal também, pois o corpo fica completamente acelerado, deixando o bebê irritadíssimo por estar com sono, muito cansado, mas o corpo não desacelerou. Portanto, algumas horas antes de domir, é imprescindível que a família e o ambiente ajudem o bebê a entrar no clima. Não adianta colocá-lo pra dormir se ele não der sinais que está com sono e precisa descansar. A rotina existe e deve existir, é importante, mas o mais importante é saber como funciona o seu bebê, cada um é único e as regras não se aplicam a todos, visto que os pais, o ambiente, o organismo, a personalidade, tudo é diferente de bebê pra bebê.
Ter bichinhos de transição ajudam e muito a fazer com que o bebê entenda que está na hora de dormir, pois sempre que os pais derem a ele o tal bichinho ou paninho ele vai perceber que tem que entrar no clima de soninho.
Uma coisa que achei interessante, lendo as respostas, a reportagem e os blogs diários, é que os bebÊs estão cada vez mais em contato com a TV, deixando-os "preguiçosos" para brincar e e cansar, deixando assim, o corpo sempre relaxado e descansado, com isso a hora do sono demora...

Lendo algumas reportagens, e lembrando de uma muito boa no Fantástico há meses, também vi que há diferenças da rotina dos bebês brasileiros e "estrangeiros".
Como todos sabem, o brasileiro e latino, tem por costume ser um povo acolhedor, carinhoso, caloroso e muito ligado à família, comparado ao "povo de fora". Quem conhece alguém de outro país, mais precisamente norte-americano ou europeu sabe disso.
Tanto que os adolescentes tem o costume de morar longe dos pais assim que completam 18 anos. Isso é de berço; ou seja, está nos mínimos detalhes que passam despercebidos. Estas mães não tem muito costume de carregar no colo, de fazer muito carinho, de colocar bebÊ pra dormir com ela e o marido e até mesmo de amamentar por tanto tempo. Não sei se estou indo pelas palavras certas e fazendo com que vocês entendam, mas essas coisas fazem uma diferença grande na criação. Desde miudinhos são acostumados a dormirem sozinhos, adormercerem sozinhos, até porque não há os serviços de empregadas e babás mensais, então a mãe faz tudo em casa e os bebês tem que aprender a serem independentes desde pequenininhos e depois cuidar do irmãozinho etc. As rotinas são mais rigorosas e inflexíveis.
Um ponto importante é a amamentação. Bebês que amamentam por mais tmepo, tem um pouco mais de dificuldade em dormir sozinho, já que sem que a mãe perceba, o peito vira chupeta. A partir do 7º mês, ele não precisa mais ser alimentado depois que dorme à noite, mas ainda assim, choramingam e ganham o peitão da mãe e dormem de novo...E acordam e dormem ...E assim vai.. até quando?
Os bebês que frequentam a creche também são mais tranquilos já que tem um dia de atividades cheias e outras pessoas por perto.
Muito cuidado com o NANA NENEN. Para alguns dão super certo e para outros são um desastre. É preciso ter pulso, paciência principalmente: entender o que seu filho sente e como ele reage. Esse é o método que alguns especialistas e pratcamente todos os pediatras indicam para que o filhote aprenda a dormir só. Mas o negócio é : Você ensinou a seu filho desde bebezinho a dormir no braço balançando?? Então não vai ser simples e tranquilo deixá-lo simplesmente chorando. Nesse caso é precisa que a mãe ensine ao filho a ter segurança em dormir só e que ele entenda que ao acordar a mãe estará sempre "por perto".
Para alguns bebês que é o caso da minha filhota Clara, esse método não funciona. Clara tem o chamado "terror noturno" e o que é mais chato disso éque é demorado o diagnóstico. Trata-se de um distúrbiio onde a criança acorda aos prantos, chorando muito, assustada, as vezes gritando, mas não está totalmente acordada ou teve pesadelos e não sabe oque fazer. Os pais tem que ter paciência e não simplesmetne deixar o filho chorar desesperadamente, achando que é manha. Ter um filho não é só tê-lo, mas é saber entender como funciona seus sentimentos, e os porquês de seus dilemas sentimentais. Um bebê será um adulto, e ele levará suas emoções e personalidades desde o nascimento, apenas amadurecendo suas idéias. Por isso, o nana nenen, não é o ideal, ele funciona, mas não é regra para todos. Existem bebÊs que simplesmente não aceitam chorar sozinhos e precisam dos pais por perto, mas isso não significa dizer que eles tenham que ir pro braço e dormirem lá; mas pegá-los no colo por momentos, dar segurança e conforto nessas horas, fazem a diferença. Uma dica é depois de confortá-los, fazer com que eles adormeçam em seus devidos lugares. A importância de dormir só além de dar a individualidade aos pais que logo é perdida com a chegada dos filhos, é de fazer a criança entender que ele pode estar seguro e bem mesmo "longe" dos pais.

A pesquisa foi feita com base na pergunta "Seu bebê dorme só?" e depois pelas outras relacionadas ao sono. Foram 17 mamães com seus filhos com idades entre 0 e 18 meses. Dos 16, 5 apenas dormem a noite inteira, adormecendo sozinho ou com ajuda de chupeta e voltando a dormir sem ir pro braço ou peito. E 7 das 16 criançinhas, dormem no prórpio quarto desde pequeninos.Quero destacar a mamãe Renata com sua filhota Helena, que tem uma rotina noturna maravilhosa, onde a Heleninha quando sabe que tem que dormir, vai sozinha pra caminha e dorme, acordando somente de manhã. Rê, minha amiga desde o fórum das gravidinhas (e-family) rsrsrs, aceita fazer um post para eu colocá-lo aqui no meu blog, sobre a rotina do sono da Helena? Como voce fez desde o início com os horários e suas regras para que ela tenha até hoje um sono tranquilo? Será legal dividir com a gente e dar algumas dicas para as novas mamães!!!

****
Pesquisa da Johnson:

COMO DORME O BEBÊ BRASILEIRO?
"Pesquisa mundial realizada pela Johnson & Johnson responde essa e outras perguntas sobre a rotina de sono dos bebês

Você sabia que o bebê brasileiro costuma dormir pouco antes da "novela das oito" terminar? Com o apoio da Johnson & Johnson e a coordenação da Dra. Jodi Mindell, diretora associada da National Sleep Foundation (EUA), uma pesquisa mundial para traçar o padrão do sono dos bebês foi realizada recentemente em 19 países/regiões, como Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, Ásia e América Latina, totalizando 35 mil formulários respondidos por pais ou responsáveis. No Brasil, o estudo acaba de ser concluído, trazendo curiosidades sobre o comportamento do bebê e os hábitos familiares quando o assunto é sono.

De acordo com a pesquisa, que analisou os hábitos de bebês com até três anos de idade, 21h40 é o horário médio em que as crianças do Brasil vão dormir. O ritual do sono do bebê brasileiro - ou seja, do momento em que os pais ou responsável começam a colocar seus bebês para dormir, até que eles adormeçam -, dura, em média, 50 minutos.

Entre os principais hábitos da rotina de sono utlizada pelas mães brasileiras, a televisão aparece em destaque, com 28%. Porém, de acordo com especialistas de sono, este é um hábito desaconselhável. Para comparação, nos Estados Unidos, somente 3% das mães colocam o bebê para dormir em frente à TV.
No quarto de quem? - Os bebês, quando dormem no mesmo quarto dos pais, acordam em média 42% de vezes a mais do que quando dormem em seu próprio quarto. No Brasil, quase 42% dos bebês dormem no quarto dos pais, 22% deles, inclusive, na mesma cama. Outros 49,6% passam a noite no próprio quarto, enquanto o restante dormem em redes e no quarto da babá, entre outras opções.

Diferenças regionais
A forma com que as crianças são colocadas para dormir pode apresentar sutis diferenças, de acordo com cada região do país. Analisando o sono do bebê nas diferentes regiões brasileiras, percebe-se que existe uma grande variação - mais de 5 horas - no total de sono dos bebês. As regiões em que dormem menos são as localizadas mais ao Norte do país. Em contrapartida, é no Norte e Nordeste do Brasil que se encontram as crianças com o número de horas de sono mais constantes do nascimento até os três anos de idade.
Os bebês do Sul e Sudeste vão para a cama mais tarde que seus coleguinhas do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A amplitude do horário de sono é, em média, de 1h36min. Por outro lado, os bebês da região Norte são os que mais acordam durante a noite - 17% a mais que os do Sudeste, a região que apresenta menos despertares.

A rotina de sono do bebê brasileiro é composta, em média, por três atividades. No topo da lista de principais atividades utilizadas pelas mães está a amamentação (61,3%), o carinho (40,3%) e o banho (32,6%). Avaliando essa rotina regionalmente, se no Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste esse quadro não se altera significativamente, no Nordeste, cantar é um método muito mais utilizado para colocar o bebê para dormir do que em outras regiões - 30%, contra 22% da média nacional.


Comparando mundo afora
Aproximadamente 35% das mães brasileiras consideram o sono do bebê um problema, o que está dentro da média latina e mundial. As mães chinesas são as mais preocupadas com o sono de seus filhos: esse índice salta para quase 76%. O bebê brasileiro adormece na mesma hora que os seus colegas latinos, mas vão para a cama, em média, 1h20min mais tarde que os americanos e europeus - os quais chegam a dormir 1h36min mais que as crianças no Brasil. Os brasileirinhos também estão dentro da média no que diz respeito ao número de despertares. No entanto, comparativamente, nossos bebês chegam a acordar 24% mais vezes que os colegas europeus e americanos. "
**

Então meninas, estou aberta a críticas e comentários!!! Obrigada a cada uma que cedeu um tempinho para vir fazer parte dessa pesquisa super básica e sem fundamentos científicos!
Beijos!




Bom... como não posso negar um pedido desses, hoje aproveitei o soninho da Helena à noite e editei um texto sobre o assunto, resumindo o que fizemos nesse ano e 5 meses de vida da pequena para organizar a vida dela e as nossas....

Longa Noite

Oi gente...

Cá estou às 2:00 da manhã porque minha pequena resolveu ter uma crise de febre há pouco. Depois do dia todinho sem nada, ela estava agora a pouco com 39,5. Demos a dipirona e eu me deitei com ela para monitorar. Aproveitei e fiz a nebulização... mas ela reclamou bastante.

Agora ela já estava com 37,5 e resolvi deixá-la sozinhapara descansar um pouco e ela dormiu. Daqui a pouco vou lá medir de novo. Se amanhã tiver febre vou levar ao hospital de novo para reavaliar... Ainda bem que segunda a médica dela já está aí....

Boa noite aos que dormem

sábado, 7 de novembro de 2009

Alguma melhora

Oi gente...

Minha equena está melhorando um pouco. Ontem tomou duas doses de antibióticos e hoje de manhã mais uma. Acordou sem febre menhuma e muito mais bem disposta. Está um pouco manhosa e fica difícil saber quando é manha ou quando ela está realmente sentindo alguma coisa, mas estamos levando.

Deu um bom cochilo de manhã e agora está tomando um banhinho com o papai...

Eu estou morta, mas passei para contar a novidade boa.

Para minha avó contei uma mentirinha branca... disse que ela teve uma virose, pois ela fica muito preocupada.

Bom, agora vou almoçar e depois dormir um pouco... o papai vai ficar com ela para eu descansar.

Beijos

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Pneumonia

Bom gente...


Hoje a coisa aqui foi agitada... A Helena contiuava com febre, cada vez mais constante e então liguei para a médica dela mas ela estava em um congresso. Então levei-a no PA que ela indica. Lá o médico examinou e não achou nada na garganta ou ouvidos. Perguntei se não seria prudente tirar um Raio-X de tórax e ele concordou.

Fizemos e o resultado me tirou o chão.... PNEUMONIA!!!!! Pois bem... e agora? Perguntei eu...

Ele queria interná-la, mas como não gosto de criança em hospital (por causa de acabar pegando outras coisas), liguei para o celular da Dra. Iara.

Ela me perguntou um pouco sobre o estado dela e disse que melhor seria ela ficar em casa em observação e só se piorasse deveríamos internar.

Concordamos, já que ela toma os remédios com muita facilidade e bebe bastante líquidos, que essa seria a melhor opção... Cá estamos mortos de cansaço e monitorando a pequenina...

Beijos... mando notícias assim que tiver ânimo

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Montagem de árvore de Natal e mais virose

Oi pessoal

Estou passando para colocar as fotinhos do final da visita da vovó. Compramos as coisas para montar a árvore de Natal para combinar com o papai e a mamãe Noel que a bisa mandou e resolvemos montar log. Claro que ainda falta um bom tempo, mas quisemos aproveitar a visita da vovó para ela participar. A bichinha ADOROU!!!! Tanto que chegou a encher as fraldas de xixi!!!!! Foi cômico!


O que é isso vovó???



Ahh.... tô entendendo


Então eu ajudo

Ai papai... tá ficando linda!


Toma mamãe.... pára de bater foto e ajuda aí...

Tá interessante!


Falta só dar um jeitinho aqui....


E outro aqui.


Pronto... ficou lindo, né Teddy?

Agora o vídeozinho:

Ministério da Saúde adverte.... Montar árvore de Natal causa bebedeira em bebês.






Ontem minha mãe fo embora e a Helena desenvolveu outra virose... Nos deu um susto danado. Na noite de segunda ela teve febre baixa. Terça acordou só febril. Perto da hora do almoço eu dei alivium para ela e ela dormiu. Almoçou super bem mesmo... comeu um pratão.

No início da tarde, brincou à bessa e estava sem febre alguma. A coloquei na caminha para cochilar e fui descansar também pois ela tinha acordado várias vezes à noite. Em uma hora ela acordou chorando muito e eu fui ver como ela estava. Nada a acalmava. Percebi que estava tremendo e medi a temperatura... estava em 40,5°C!!!!! Entrei com ela no chuveiro gelado depois de ligar para o Marlon e pedir para ele vir. A febre não baixou quase nada com o banho. Então lembrei que a Karine tinha me falado de fazer compressar de álcool nas axilas e virilha. Trouxe ela para baixo ainda peladinha e encharquei umas fraldinhas com álcool. Santo Remédio!!!!! QUando o MArlon chegou (uns 5 min depois) já estava em 39°, o que já não traz risco de convulsão. Corremos e ligamos do carro para a médica que disse que poderíamos levá-la que ela seria atendida.

Graças a Deus, ela não tem nada no ouvidinho nem garganta. Deve ser só uma virose. Ela passou o mesmo remédio da outra vez e mandou encomendar um outro, chamado Timo, que é imunomodulador. Já encomendei ontem mesmo e deve chegar em uns 20 dias. Não é barato, mas ela disse que vamos administrar durante um tempo para reforçar pois as febres estão muito próximas...

Se melhorar, tá valendo!!!!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Visita da Vovó

Oi gente

Estou passando para colocar umas fotinhos da Helena com a vovó que veio de Floripa para visitar e fica até amanhã de manhã...

Elas se esbaldaram!!!!



Passeando no shopping com minha bolsinha linda


Cara de sapeca!!!!



Passeando na pracinha de Chapada dos Guimarães


No Centro Geodésico da América Latina... O ponto mais preciso do GPS... Mas tava com um pouquinho de vento... dá para perceber?


Com o papai e a mamãe no Morro dos Ventos


Levando a vovó para ver a aiaiá


Aiaiá



Chameguinho de papai


De pança levemente cheia...



E não é que a vovó ainda lembra como se faz?


Hoje de manhã fomos as três para o Parque aqui da cidade...

Ops... mamãe, me sujei um pouquinho


Meu pit bullzinho