Minhas três Princesas

Lilypie Kids Birthday tickersLilypie Second Birthday tickers

Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Sempre leve tudo que você precisa e leve as coisas na esportiva

Essa postagem eu fiz há dois dias... agora já estamos bem em casa... depois conto o resto...

Oi gente

Quem está esperando a gente em Cuiabá vai ter que esperar mais um dia. Acontece que não deu para seguir viagem hoje. Estávamos muito cansados e chegamos à conclusão de que nenhum de nós tinha mais condições de dirigir. Como nossas princesas são nosso maior tesouro, resolvemos que seria muito mais prudente parar e descansar.

Nem vou entrar no mérito da questão mas, as estradas do Mato Grosso são uma verdadeira vergonha para o país. Enquanto no sul e no sudeste a viagem rendeu uma média de velocidade de 110km/h, hoje levamos 5 horas para percorrer 260 km. Saímos de Cassilândia - MS, às 3 da manhã. Rodamos muito devagar pois a estrada estava muito esburacada e não enxergávamos direito. Às 6:00 encostamos em Costa Rica - MS onde pedimos informação sobre um trecho recém-asfaltado para Alto Garças (tinham nos informado assim em Cassilândia.

Um caminhoneiro falou que estava ótimo. Havia 3 km de chão ainda mas seria tranquilo. Tudo bem! Seguimos. Quando vimos, estávamos em um MEGA-ATOLEIRO. Um horror! Não tínhamos como parar para voltar, então seguimos. Acontece que não deu para nós. Atolamos. Como o carro não estava enfiado na lama (só patinando) tentei sentar no capô para ver se ajudava a roda a tracionar, mas não funcionou.

Resolvemos então pedir ajuda. Só passavam por lá caminhões e carros 4x4. Mesmo assim os caminhões não podiam parar onde nós estávamos pois corriam o risco de ficar também. Até que um rapaz, o Nenê, caminhoneiro de São Paulo, passou pelo nosso lado e voltou de ré pois seu caminhão era tracionado.

A essa altura, Helena estava impaciente, então a soltei da cadeirinha e disse que ela "dirigisse". Ela sentou  no banco da frente e ficou brincando. Eu também tive que começar a amamentar a Iris que já estava surtando. Quando eles conseguiram fazer o carro tracionar eu já estava amamentando a Flora. Tudo isso com os pés enfiados na lama! Colocamos as três nas cadeirinhas mas eu não tive como entrar pois o carro estava muito encostado no barranco. Marlon conseguiu parar mais à frente e eu tirei os chinelos e fui encontrá-lo à pé.

Dali para frente estava um pouco melhor mas foram os maiores 3 km de minha vida!


O carro ficou num estado lamentável e paramos no primeiro posto para mandar lavar pois não podíamos abrir as portas sem nos emporcalharmos.

Cadê o carro?

meu pé... depois de lavado!

A estrada ficou boa por um trecho mas logo começou a piorar de novo. Tocamos até Alto Araguaia. Eu já tinha resolvido parar mas o Marlon queria tocar por causa do trabalho. Passamos por um hotel bem ajeitadinho na estrada.

No entanto, a estrada começou a piorar muito de novo a ponto de se ter que engatar a segunda para ver por onde passar ou escolher em que buraco cair. Como ele estava cansado e achou que não estava conseguindo se concentrar o suficiente, retornou e ficamos no hotel. Agora já dormimos um pouco, comemos as coisas que eu trouxe para a viagem e seguimos amanhã de dia, bem descansados pois temos mais 200 km de tranqueira.

A lição que eu tirei da experiência é nunca ouvir as reclamações do marido quanto à quantidade de coisas a levar. Com três bebês, fiquei muito satisfeita em ver que eu tinha tudo que elas precisavam: água, leite, papinha, suco, uma muda de roupa para cada, fraldas e lencinhos bem à mão, assim como papel higiênico. Também serviu para o maridão ver isso e parar de reclamar - kkkkkk.

Acho que levarei uns 3 dias tirando lama do corpo! Mas o segredo é levar as coisas na esportiva e estar preparada para o improvável.

5 comentários:

Ju Schmidt disse...

Rêê,já disse que te admiro mto?
Haja coragem pegar estrada com as 3 pequenas assim!
Vi tua organização e acompanhei os posts da viagem.
acho q eu tinha surtado umas 3 vezes!
ehehehe

beijãoooo

Vida na Europa! Dia a dia e curiosidades disse...

Oi Renata! Quantas aventuras, hein?!
O importante é que tudo acabou bem e que vc saiu numa boa dessa história toda...
Bjo grande!

Flavia disse...

Minha amiga sou sua fã!!!! Acho que eu no seu lugar teria surtado e começado a nadar na lama.Risos...
O importante é que vcs estão bem e poderei matar as saudades de todos vcs.

Heloísa disse...

Nossa Rê!!!! Que loucura!!
Quanta garra a sua!!!
Quanto ao "exagero" de bagagem....viva a precaução!!
Um beijo grande a todos e espero que tenham um restinho de viagem mais tranquilo! ;)

Rafael disse...

Rapaz!!! Que pé bonito!!!!
huehuehuehuehue
Beijão enorme pra toda essa família!!!!